Cefaléia. A dor que inspira


17/04/2011


Passeiava uma menininha junto com sua mãe, qdo avistou uma roseira beirando a cerca. A menina, q deveria ter uns 5 ou 6 anos, largou das mãos de sua mãe e correu em direção a roseira e afoita estirou a mão para pegar uma das rosas, e então deu um grito de dor, pois acabara de espetar seus dedinhos nos espinhos. Mesmo assim, continuou com o seu proposito de pegar aquela rosa, e após algumas espetadas nas mãos e arranhões nos braços, conseguiu ter aquela rosa em suas mãos. Então correu de volta para sua mãe e disse: "Aqui mamãe, veja como ela linda e cheirosa."


Não importa os arranhões e as espetadas que a vida nõs dá, ainda assim é linda e maravilhosa.


"Insista! Suporta! Lute e Conquiste! A vitória fará esquecer as dores provocadas pelos espinhos."


Escrito por eliseupontocom às 00h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/04/2011


Vejam porque estratégia é tudo?


Um senhor vivia sozinho em Minnessota.
Ele queria virar a terra de seu jardim
para plantar flores, mas
era um trabalho muito pesado.

Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa,estava na prisão.

O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:

' Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio.

Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão.
Com amor, Seu Pai. '

terra revirada
Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama:

' PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos '


Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo.


Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.


Esta foi a resposta:


' Pode plantar seu jardim agora, amado Pai.. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento. '


Estratégia é tudo!!!


Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.


Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.


flores


'Ter problemas na vida é inevitável,
ser derrotado por eles é opcional '

Escrito por eliseupontocom às 00h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/03/2011


Conversando com Deus

 Sabe Deus?

– As vezes, sorrio.

Sorrio apenas para esconder o choro dentro de mim.

Às vezes, fico alegre para fazer os outros sentirem-se felizes.

Às vezes, deixo que vejam as lágrimas vazarem de meus olhos.

Mas, a maior parte do tempo fecho meus olhos para tentar aprisionar as lagrimas dentro de mim.

Todos dizem que sou muito bom, E, às vezes, sinto-me tão mau!

O que faço certo é errado. E erro tentando acertar.

Já não entendo o que explico.

E o que esclarecem-me, traz-me confusão.

Quero ter esperança .

Quero confiança.

Quero amar: Sem dúvida; Sem receio.

Quero preconizar meu amor sem medo de ser ridículo; de ser vão.

Sabe Deus?

- Tenho uma vida para viver.

Tenho um amor para amar.

Quero um riso... Pra sorrir, rir e só rir... Sem chorar.

Quero um sono pra ninar;

Quero passos pra ensinar;

Quero mãos pra segurar;

Quero sorrisos pra me encantar;

Quero um choro pra me alegrar.

Quero socorrer um: AÍ!

Quero responder quando um ouvir: Pai!

 

Muito feliz Obrigado, Deus!

Sei q sempre me ouves. Sei que sempre falas comigo. As vezes, não entendo. Mas sei que es fiel.

Hoje tenho um riso pra sorrir.

Tenho um sono pra ninar.

Tenho um gosto pra gostar.

Uma amor pra amar.

Uma vida pra viver.

Um sonho pra sonhar.

Legal

 

 

 

Escrito por eliseupontocom às 00h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/10/2010


Devido a problemas tecnicos este Blog encontra-se temporariamente sem atualizações.

 

Escrito por eliseupontocom às 00h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/02/2010


 
 

Sinal vermelho

Passos interrompidos no limite da calçada.
No céu, o Sol ao centro banha as têmporas dos transeuntes.
O ar mal odoro.
No vento uma voz:
- Que horas, por favor?
- são alguns instantes para um momento.

Uma voz fraca e abafada pelo ruído da vida afirma veemente:

- É tarde. Muito tarde.
- Tarde para que Senhor?
- Para os sonhos.
- Sonhos seus ou meus?
- Para os seus, os meus, os nossos sonhos.
É tarde para acreditar na esperança.
É tarde para desconfiar do real.
É tarde para alcançar a felicidade...
... Tarde para compreender a vida.
- Amas Senhor?
- É tarde para amar, Filha. É tarde.
- Não! É sempre cedo para amar , Senhor.
Há sempre tempo para o amor...
... O que trazes no peito de magoas, Senhor?
- É tarde para a mágoa, Filha.
É tarde para a dor.
É tarde para o tormento.
É tarde para queixar-se..
- Tem os olhos, Senhor, coberto de ilusão.
Que perdestes?
- É tarde para a ilusão.
É tarde para achar o que se perdeu.
É tarde para buscar novos caminhos.

É possível ouvir um silencio antes de uma voz entusiasmada e alegre interromper aquele instante com uma insistente interrogativa:

- Que perdestes Senhor?
- Perdi o tempo, Filha. E agora é tarde...
- Não! Nunca é tarde. Há sempre tempo para algo!
Nunca é tarde para acreditar que...
- O sinal vermelho! Vamos Filha, pois é tarde...
- Espere Senhor! O carro! ...

No silencio uma pausa para o brado.
Olhos fugindo às órbitas.
Um ranger de freios agride os ouvidos, e nas faces voltadas ao lado, estampa-se o horror.
Nas pálpebras cerradas a ilusão de ocultar dos olhos o que do olhar não pôde.
Um estrondo no ar! Um gemido toca o chão. No ar escasso, um murmúrio vermelho:

- É tarde... Filha. É tarde...

Um último suspiro jaz sobre o asfalto quente. A lágrima de um olhar jovem lava a face já enrugada pelo tempo, de um corpo já inerte no chão e que não ouve mais o choro quase criança, num soluçar incansável e que sufoca o balbuciar trêmulo, alçado na voz funesta que como resposta se faz ouvir entre exclamações:

- É tarde Senhor! Sim. É Tarde.

 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 18h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/01/2010


 
 

Cefaleia

Voltei a sentir dores continuas em minha cabeça. Tenho insonia novamente.

Então preciso de distração e aqui eu a encontro.

Isso me inspira a viver. Me faz sentir superiior a a qualquer sofrimento q sobrevenha a mim.

Estou em dias anciosos. A esperar a chegada daquele(a) que será a semente por mim lançada sobre a face da terra.

Quero tempo para ser um bom pai.

Quero ser amigo, tb.

Quero abraçar uma "manha'. Ninar um choro e despertar um sorriso.

Por ora, componho meus versos despretenciosos.

Por ora espero.

 

No silêncio da madrugada.

 

As vezes,

No silêncio da madrugada,

O ladrar de um cão vadio,

Me traz de volta ao mundo

Solitário e vazio em que vivo.

 

Quando a dor tine em minha cabeça

Como badaladas dum sino.

Percebo que ser Homem

É almejar constante, ser menino.

Palavras esvaem-se no descrever

De um lutar, em que o vitorioso

Prova o fel por recompensa.

Ser homem  ou ser divino?

Virtudes que me rasgam o peito,

Me fazem chorar.

Como pássaro cativo

Em gaiola de ouro..

Nos seus cantos de saudades,

Alegra os corações malditos.

Mas se livre, já não sabe

Mais onde se saciar.

Por ora, fica-me uma certeza:

A vida finda. Os sonhos são eternos.

O Amor: É simplesmente o Amor e

Nada mais.

 

As vezes,

No silêncio da madrugada,

O ladrar de um cão vadio,

Me traz de volta ao mundo

Solitário e vazio em que vivo.

 

Eliseu Moraes.

 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 23h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/01/2010


 



A cegueira do amor
Contam que uma vez se reuniram os sentimentos e qualidades dos homens em um lugar da terra.
Quando o aborrecimento havia reclamado pela terceira vez, a loucura, como sempre tão louca,lhe propôs:
_ Vamos brincar de esconde-esconde?
A intriga levantou a sobrancelha intrigada e a curiosidade sem poder conter-se perguntou:
_ Esconde-esconde? Como é isso.
_ É um jogo, explicou a loucura.
_ Em que eu fecho os meus olhos, conto até 1 milhão enquanto vocês se escondem, quando eu terminar de contar começo a procurá-los e o primeiro que eu encontrar ocupa o meu lugar no jogo.
O entusiasmo dançou seguido pela euforia à alegria deu tantos saltos que acabou convencendo a dúvida e até a apatia que nunca se interessava por nada. Mas nem todos participaram, a verdade, a soberba opinou que era um jogo muito tolo no fundo o que a incomodava era que a idéia não tinha sido dela, e a covardia preferio não se arriscar.
_ Um, dois, três... começou a contar a loucura.

A primeira a se esconder foi à pressa como sempre tão apressada, caiu atrás da primeira pedra do caminho.
A fé subiu ao céu e a inveja se escondeu atrás da sombra do triunfo que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da mais alta árvore.
A generosidade quase não conseguiu se esconder, pois cada local que achava lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos, ao contrário do egoísmo que encontro um ótimo lugar só para ele.
A mentira, se escondeu no fundo do oceano (mentira! foi atrás do arco-íris) o esquecimento, não me recordo onde se escondeu...

Quando a loucura estava lá pelos 999.999 o amor ainda não havia achado um lugar para se esconder, pois todos estavam ocupados até que encontrou um roseiral e decidiu esconde-se entre as rosas. Um milhão! terminou de contar a loucura e começou a procurar. A primeira a aparecer foi à pressa apenas a três passos de uma pedra. Depois encontrou a fé discutindo com Deus sobre sociologia, em um descuido encontrou a inveja e claro pôde deduzir onde estava o triunfo, o egoísmo não precisou ser procurado, saiu correndo de seu esconderijo que era um ninho de vespas.
A dúvida foi mais fácil ainda, encontrou sentada em uma cerca sem decidir de que lado se escondia.
E assim foi encontrando a todos, o talento nas ruas frescas, a angústia em uma cova escura, apenas o amor não aparecia quando a loucura estava dando-se como vencida encontrou um roseiral, pegou uma forquilha e começou a mover os ramos. No mesmo instante ouvi-se um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o amor nos olhos à loucura não sabia o que fazer para desculpar-se, chorou, rezou, implorou e até prometeu ser sua guia.
Desde então o amor é cego e a loucura sempre o acompanha.

 

 

 

 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 16h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/12/2009


 
 

Os Amores que tenho

Hj depois de alguns dias sem postar neste blog, estou aki mais uma vez

p/ compartilhar de um momento q até agora tem sido magico p/ mim.

Vejo crescer cada dia mais dentro de mim, um amor q não estar aqui.

Perto e longe, imenso e pequenino ao  mesmo tempo.

Anseio por tocá-lo.

Por vê-lo.

Ouvi-lo.

Anseio por me sentir vivo.

A unica prova da existencia de um homem e a sua descendencia. 

Sinto estar começando a existir.

Por ora, rogo a Deus q guarde esse amor pequenino q cresce a cada dia,

e muito mais aqui nesse peito meu.

 


[Barriga de 3 meses da Sra Vania. Ela diz q ta enorme]

Tenho um Amor Divino;

Este já nasceu comigo.

Tenho um Amor Absoluto;

Deste eu nasci.

Tenho um Amor sincero;

Que cuido aqui comigo.

Tenho um amor pra sempre;

Que não posso ter aqui.

Tenho um Amor eterno,

Que nunca esteve perto.

Mas, tenho um Amor pequenino.

 Do tamanho do meu sentimento,

Maior que o Universo.

Um Amor maior que Eu,

Dado por Deus.

Um amor imenso gerado no ventre

desse Amor sincero meu.


 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 00h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/11/2009


Champagne com Classe

Ah meu Deus do Céu!!!

Isso é o que dá reunir a familia para certas comemorações. Acabamos aprendendo muitas coisas, as quais não se deve fazer.

Eu nem sei porque tive a infeliz ideia de filmar esse momento. Mas ainda bem que o fiz. Pois, uma das protagonistas deste video quiz saber se eu havia registrado o fato.

Bem. Melhor voces verem e depois façam seus comentarios. Eu sou suspeito para comentar.

 

Video feito no dia 31 dezembro 2008.

Em publicação de 21/06/2009, neste blog mais video com essas personagens "fantasticas"

 

 

Escrito por eliseupontocom às 23h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

 Hoje descobri um novo amor que

bate acelerado num coração meu. 

Mas esse coração não bate aqui nesse peito que tenho.

Seu pulsar não irriga minhas arterias e ainda da-me mais vida.

Pois em suas vias bombeia esse sangue meu.

 Hoje descobri que tenho um coração novo,

 mas agora pulsa por ai,

 e aperta aqui dentro esse peito meu.

Hoje o amor me cresceu assim,

 pequenino ainda  por aí

e imenso aqui dentro desse peito meu.

Uma polegada o tamanho de seu sentimento, e mesmo assim,

Guarda pra si um amor maior do que eu.

Ah! Esse coração que bate acelerado,

Que não posso tocá-lo.

Corre por aí. Num mundo só seu.

Eu cá fico, nesse mundo que tenho esperando

Chegar esse novo coração meu.

 

“Quando se tem um coração, somos humanos.

Quando se tem dois, somos divinos;

E se tem varios, somos eternos.”

 

Obs.: Texto produzido em 25/10/09.

Algumas coisas não se entendem. Outras não se explicam.

Desisti de encontrar palavras para explicar o que já não entendo.

Sei que agora posso me tornar eterno.

Mas ainda é cedo. Deixa Deus trabalhar sua obra. Eu espero. Sempre esperei.

Agora preciso pensar em nome para minha Felicidade.




  

 

 

Escrito por eliseupontocom às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/11/2009


 
 

Quando o Amor Acaba

Autor: Lena Gino

Buscar na Web "Lena Gino"

Alguns amores duram para sempre.
Outros se renovam.
Alguns se perdem por aí, por falta de cuidado.
Mas muitos amores acabam.
E quando um amor acaba, dói igual pra quem deixou de amar e pra quem deixou de ser amado.

O fim de um amor vem sempre carregado de mágoa, de frustração...
É que quando a gente ama, sente um poder e uma força tão grandes, que nem passa pela cabeça viver sem essa emoção.
Não tem jeito, tem amor que chega ao fim.

Mas quer saber? O ser humano nasce com uma capacidade inesgotável de amar.
Não é à toa que amamos intensamente filhos, pais, irmãos, amigos...
E não é à toa que amamos mais de um homem ou de uma mulher na vida.

Por isso, se o seu amor foi embora e você acha que ficou vazio, acredite, é coisa passageira.
É apenas uma pausa pro começo de um amor novo que vem por aí.
Porque quando a gente ama, fica com uma reserva de coisa boa aqui dentro.
Se não fosse assim, não sobraria nada pra dar à próxima pessoa que chega.

Só quem já amou de verdade sabe que amor é o tipo da coisa que quanto mais a gente dá, mais tem.
Embora os poetas sempre escrevam sobre desilusão, ninguém morre de amor...

É exatamente o contrário: a gente vive de amor. Se não fosse o amor, não estaríamos aqui.
Amor é prática. é exercício. É insistir na busca da felicidade.
Se usarmos a inteligência, a paciência e, claro, a tão necessária esperança...
O amor nunca vai faltar.

Categoria: Citação
Escrito por eliseupontocom às 09h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/11/2009


 
 

A lua por testemunha

Lembranças de um instante

 

 

Um instante...

Não! Talvez vários.

Não me lembro.

Passos...

Ela e eu.

Uma rua;

Com pessoas. Mas, distantes.

Uma arvore...

Lua...

Estrelas...

Uma sombra...

Escuridão!

Um toque.

Passos interrompidos.

Olhos nos olhos.

Um olhar... Brilho!

Não há palavras.

Por um instante:

Incertezas e desejos.

Talvez dois amantes, apenas.

Um instante...

Indecisão. Certeza.

A Paixão.

O jogo.

Dentro do olhar um brilho.

Lábios nos lábios...

Um beijo.

Uma arvore...

Lua...

Estrelas...

Uma sombra e a escuridão,

Por testemunhas!

 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/11/2009


 
 

Aprendizagem minha

Engraçado a Vida!

 


“Ao longo dos anos que vivo tenho aprendido que a paciência

é o carro veloz que nos leva ao nosso objetivo.”


“Já resumi toda minha vida em um único dia por acreditar na inexistência do Amanha,

e me surpreendi no dia seguinte tendo ainda uma vida inteira por viver.”

 

“Já acordei verão. Dormi inverno.

As portas do Paraíso já me revelaram o inferno.”


“Já ri na tristeza; espero chorar de alegria.”


“Não acredito em vida após a morte. Aprendi que existe vida alem da vida.”


“Sei que a FALTA nos deprime, mas o EXCESSO nos aniquila.”

 

“Descobri o Amor Perfeito, não como o cria, mas como Deus o é.”

 

“Hoje tenho uma alegria em mim. Hoje tenho um medo guardado,

e Alegria é o seu nome”

 

“Mas hoje tenho um coração que bate veloz, só que não no peito meu.

Talvez amanhã o abrace. Em nove dias, o beije.”

 

“Ao longo dos anos que vivo tenho aprendido que o Amor não é TUDO,

mas sem ele não somos NADA.”

 


 

Categoria: Poemas e Poesias
Escrito por eliseupontocom às 00h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/09/2009


Menina Pequena.

Vi sim. Como rosa bela.

Com riso magano. Serena.

Morena.

Pequena.

Ostentoso brilho no olhar;

Que a noite em seu negrume

Não pode guardar.

Guardei sim. Como jóia preciosa.

Esbelta! Graciosa!

Divina Helena!

Pequena.

Grandiosidade no Amor guardado.

Expandiu-se num surto de contentamento.

Um tudo perdido no nada.

Lembrei sim. Como paixão que nunca perece.

Como sonho de que não se desperta.

Guardo-te imensa em peito meu.

Menina.

Pequena.  

 

Hoje, depois de algum tempo sem publicar neste blog, resolvi voltar a escrever e lembrei-me de um poema que fiz quando "reencontrei" uma amiga que há muito tempo não tinha contato. Interessante é que escrevi este poema inspirado nela, mas acho que ela ainda não sabe disso.

Hoje ela já é  uma mulher de 34 anos, e, eu continuo a chamá-la de Menina.  Acredito que essa minha amizade por ela será eterna. Pena que a vida é tão curta. E nesse curto período de tempo me esforçarei para tornar-me inesquecível para todos aqueles que amo.

 

Escrito por eliseupontocom às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/09/2009


Encontros

“A vida parou aqui

Do meu lado:

Vi seus olhos

Confundir meu olhar;

Vi seu sorriso,

Plantar um riso dentro

de mim;

Vi suas mãos falarem

Com as minhas, meio sem jeito;

Vi seus passos irem,

por onde

meus pés não puderam ir.

Vi seu corpo sumir

na esquina,

enquanto o meu

ficou ali.

A vida parou aqui,

Do meu lado;

Depois eu a  vi

seguir.”

             

           No poema acima, narro o encontro que tive com uma menina muita linda que estava junto com sua mamãe esperando o sinal abrir para atravessar a rua. E por uma fração de segundos, nossos olhares se encontraram e ela sorriu pra mim e logo foi puxada pelo braço por sua mãe para atravessar a rua e seguiu em direção oposta a que eu iria. E esse pequeno momento me inspirou a escrever esse "poeminha".  Percebi então, que numa fração de segundos, coisas maravilhosas ocorrem em nossa vida. E que podem nos marcar para sempre. Só que estamos sempre ocupados demais, ou apressados demais para percebermos esses pequenos fatos que ocorrem nesses pequenos instantes.

E que, por serem pequenos, não damos a eles importância devida. Mas, são esses pequenos momentos que se juntam e fazem a trama da vida. Que pode ser bela. Pode ser feliz.

Percebi também, que a Felicidade segue por caminhos pelos quais não podemos ir. Então, o melhor é fazer com que ela siga os nossos passos.   

        Sei que a Vida é curta demais, para que possamos perder um segundo dela odiando alguém que poderíamos amar muito.

        Descobri que amizades verdadeiras não são eternas;

e que amores sinceros não são infinitos, mas, podem durar a vida inteira se dermos a eles um pouco de atenção.

 

       Tenho amigos verdadeiros e amores sinceros, e uma vida  curta demais para que não a viva plenamente.

        Aprendi a ser um poeta triste, para que assim me tornasse um homem feliz.

Porque a Alegria nos inspira festa. Mas a tristeza nos faz refletir nos pequenos bons momentos que deixamos de usufruir. E  quem sabe assim, aproveitá-los melhor da próxima vez que surgirem em nosso caminho.    

       É a Vida vive aqui do meu lado.  Enfeito meu jardim com rosas que é para não vê-la partir.

[Intervalo...]


 

Escrito por eliseupontocom às 21h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, DUQUE DE CAXIAS, Vila Santo Antonio, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Arte e cultura, Informática e Internet
MSN -

Histórico